Se você sente que sua vida está ladeira a baixo...

Por Aglahir Merolah

Eu tenho uma teoria...

Uma mulher infeliz, será uma esposa infeliz, uma namorada infeliz, uma mãe infeliz, uma filha infeliz, uma profissional infeliz e por aí vai. Às vezes isso vai acontecendo tão aos poucos, é um dia de mal humor, depois a irritação em realizar algumas tarefas, o cansaço que vai tomando forma e quando se vê ela já está ladeira a baixo.
Como eu sei? Bom, eu desci essa ladeira e cheguei lá tão esgotada. Nem sei de onde tirei forças para começar de novo. Quando eu vi, eu estava olhando para minha vida como alguém que chega ao pé de uma montanha e sabe que vai dar trabalho para subir, mas que sabe também que tem apenas duas opções subir ou sobreviver ali naquela vidinha rasa de quem nunca se arrisca e que a cada tempestade só vê lama, pedra e terra descendo sobre você.

Para falar a verdade a gente entra no olho do furação e quando vê você está num lugar que na maiorias das vezes nem foi você quem escolheu, ou até escolheu, mas por conta da pressão dos pais, professores e sociedade. No meio do caminho, no momento em que vem descendo ladeira a baixo, descobre que aquilo já não lhe cabe mais. E é nessa hora que você vai querer mudar, mas talvez não saiba por onde começar. Meu conselho é, suba uma montanha e ressignifique a experiência aplicando-a em sua vida.
Eu tenho um lema: Gente feliz, não enche o saco! E não enche mesmo. Se você é feliz, você não se importa se o cara do carro ao lado está buzinando como louco para você se deslocar meio palmo à frente por que ele quer se enfiar ali de qualquer jeito. O que quero dizer é que as coisas pequenas passam a ocupar o espaço pequeno que lhes é normal, mas você começa a se distanciar porque começou sua jornada rumo ao topo da sua vida de verdade.
Só que essa subida é decisão sua, porque você decidiu pegar as rédeas da vida e falará para si mesma que agora você vai ocupar o lugar que lhe é de direito. Eu estou apenas começando essa subida, decidi deixar no pé da montanha o que simplesmente não dava mais para carregar, estou subindo com pouco, eu sei disso, mas estou me tornando mais forte a cada passo porque sei que quando chegar ao topo terei alcançado exatamente o que preciso para me tornar uma mulher melhor.
É o despertar de consciência mais incrível que você pode experimentar na vida! E quer saber mais, eu decidi que não subiria sozinha e então eu criei o projeto Sobe, Mulher!

Fica meu convite para você, que está em plena ladeira a baixo ou que até mesmo já está aí no pé da sua montanha sendo soterrada cada dia mais pela vida, pelo trabalho, pelos relacionamentos ruins. Suba a sua montanha e tome posse da sua vida. O projeto Sobe, Mulher está de portas abertas para você. Vem?
afiliados

Quero Fazer Parte!

Informe seu e-mail acima e receba nossa agenda de eventos de esportes radicais e viagens de aventura!

Sobe, Mulher! 2017 - 2018 - Todos os direitos reservados